Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Só amor em downloads, amor de criança, na adolescencia e muito mais em comemoração de 4 anos de amor (Ricardo e Liliana)!!!

Pessoal hoje aqui no "Bué Radical" decidi fazer uma cena diferente, um post que será exclusivamente dedicado ao amor, ao completar quatro anos de namoro com a minha namorada Liliana decidi fazer uma coisa diferente e porque não começar com o amor de uma criança, quando elas são pequenas e já pensam conhecer verdadeiramente o amor, começo assim com o "Mundo de Cartão" de André Sardet...

 

André Sardet - 2008 - Mundo de Cartão


 

[30wo8w3.jpg]

 


1. Um mundo de cartão
2.
Adivinha quanto eu gosto de ti
3.
Uma casa nova
4.
Maria Bailarina
5.
A lição da cigarra e da formiga
6.
Boneca Joana
7. Uma ideia brutal
8.
O teu colo
9.
Segredo polichinelo
10.
Anjinho da guarda



 

 

 

 

O amor começa assim...

 

http://cinefilosjjunior.files.wordpress.com/2008/06/meu-primeiro-amor.jpg




Montagem sobre foto: Max G Pinto  
BEM RESOLVIDOS O namoro não atrapalha a rotina de Carol, dez anos, e João Pedro, 11  




 


NAMORO
Meu primeiro amor
As crianças se apaixonam cada vez mais cedo.
O que os especialistas aconselham para
que este sentimento não prejudique a
vida dos pequenos
Por KÁTIA MELLO

 

A vida, naquela primeira década, teve como marca a leveza das emoções. Crises iam embora na primeira conversa com os pais. Pequenos dilemas eram encarados e resolvidos de forma lúdica. Até que, de uma hora para outra, desencadeia-se a tempestade. A pulsação entra em ritmo frenético. Nas mãos suadas ou nos cadernos, bilhetes com mensagens do tipo: “Eu te amo. Sem você não posso viver.” É o primeiro amor, a primeira paixão, o turbilhão de sentimentos que toma conta da rotina de crianças e pré-adolescentes. Ele começa a varrer o coração dos pequenos entre os nove e os 12 anos, justamente na fase em que os hormônios iniciam sua festa no corpo humano. E pode destruir o equilíbrio da garotada, ainda despreparada para enfrentar essa avalanche de sensações. O efeito é de um nocaute. Por vergonha, as crianças levam meses para revelar o segredo. Às vezes nem contam. Os pais, pegos de surpresa, não sabem como administrar a nova realidade. Por todos esses motivos, o tema vem recebendo atenção cada vez maior de pesquisadores, terapeutas, psicólogos, pedagogos e professores. O desafio é criar ferramentas para que um sentimento nobre, fruto de uma pureza comovente, não anule, por ironia, a alegria de viver típica desta faixa etária.

Fotos: Max g pinto
UM PACTO DE CONFIANÇA A mãe prometeu a Isabella não revelar o nome de sua paixão. “Ao lado dele, minha testa sua. Respiro fundo para parecer normal”, confessa a menina

 

O primeiro amor, atestam os especialistas, exerce um papel essencial na forma como o indivíduo irá se relacionar com o mundo e com as pessoas no futuro. Por isso, ele não pode ser tratado como simples brincadeira. “Quando é correspondida, a primeira relação amorosa faz muito bem. Eleva a auto-estima e faz as crianças se sentirem valorizadas. Além disso, a sexualidade começa a ser definida neste período”, analisa a psicóloga Cristiana Pereira, habituada a atender o público infantil e adolescente. É também o momento em que a meninada, ao pensar horas a fio no outro, descobre a abstração. O caso da paulistana Carolina Diniz, dez anos, é exemplar. “O João Pedro me emociona. Meu sonho é estar com ele o tempo todo. E ele também sonha comigo”, diz, convicta – até onde alguém com dez anos pode estar convicto – de que encontrou o príncipe encantado. Juntos há um ano e meio, Carolina e o namorado, João Pedro Pinto Leite, 11 anos, se encontram nos arredores da escola, onde, segundo ela, “a paisagem é bonita”. O entusiasmo do garoto não é menor. “É primordial fazer a Carol feliz. Se ela não estiver contente, não irá me corresponder. E aí, eu vou ficar abalado”, reflete João Pedro, que escreve poemas e os envia à amada pelo Orkut.

Fotos: Max g pinto
GOSTAR TEM EUS RISCOS A pedagoga da escola achou que Jéssica estava se expondo por causa de um menino mais velho.Ela não o esqueceu. “Mas não fico mais na cola dele”, diz

 

O pediatra Fábio Ancona Lopez, da Universidade Federal de São Paulo Unifesp), lembra que em toda paixão há um estado alterado da consciência. Com os pequenos não é diferente. “O centro do mundo passa a ser o objeto amado”, afirma. Na pré-adolescência, a criança se desenvolve nos aspectos emocional e corporal. Nessa fase, iniciam-se as primeiras experiências com o mundo externo. Meninos e meninas despertam para padrões além dos apresentados pelos familiares. Começam a se firmar sexualmente, mas ainda não têm consciência sobre seus sentimentos. Não conseguem compreendê-los. Apenas sentem, muitas vezes de modo arrebatador. A criança que diz estar amando freqüentemente acredita que aquele amor é único. Nessas horas, a habilidade para escutar os filhos é fundamental, atesta a psicóloga Cristiana. “Por mais aflitos que fiquem, os pais precisam perceber que receberam um presente do filho, que os escolheu como confidentes”, explica a especialista.

Fotos: Max g pinto
"eU SÓ PENSAVA NELA" Thomas contou com a mãe para esquecer a amada. No quarto, a foto da menina agora está virada

 

Muitos pais questionam se é hora de o filho se apaixonar. É uma postura inócua: a situação está posta e, de resto, amores não chegam em momentos agendados. O fundamental é mostrar acolhimento e reforçar os laços de confiança. Outro aspecto importante é respeitar o ritmo da criança e deixá-la tomar a iniciativa de falar sem pressões. Isabella Scuotto, dez anos, não gosta de comentar seus sentimentos com os adultos, mas confessou à mãe estar apaixonada. A menina costuma se arrumar com capricho para ir à escola. Passa batom, faz tudo para chamar a atenção do seu amor platônico, um colega de escola. Até agora, o menino não desconfia do que se passa porque Isabella não teve coragem de contar. “Quando estou ao lado dele, minha testa sua e tenho de respirar fundo para parecer normal”, relata. A estudante fez com a mãe, Fernanda Pavani, um pacto de segredo – o pai é ciumento e pode reclamar. Situação, aliás, que deve ser contornada. “Os pais precisam lidar com o crescimento dos filhos. Este é o primeiro anúncio de que a criança está se abrindo para o mundo”, explica a psicóloga Lisete Calef, também especializada em atendimento infantil.

 

Quando o jovem apaixonado começa a alterar sua rotina de estudo e de atividades com os amigos, o melhor é buscar ajuda. Choros por dias a fio, queda repentina nas notas escolares ou noites insones são sinais de que algo pode estar errado. A garotada também leva foras e isso provoca dor. Nada que lembre as epopéias românticas de Tristão e Isolda, mas capazes de deixar pequenas cicatrizes. A pesquisadora americana Nancy Kalish, professora de psicologia da Universidade Estadual da Califórnia, nos Estados Unidos, entrevistou 1,6 mil pessoas entre 18 e 92 anos e descobriu algo surpreendente: três em cada dez gostariam de reatar com o primeiro amor. “Muitos se separaram de seus primeiros romances por conta dos pais. Por isso, se a pessoa não estiver fazendo mal a seu filho, deixe-os em paz”, aconselhou a psicóloga em entrevista a ISTOÉ. Outro ponto importante é o respeito à privacidade da criança. Nada de bisbilhotar o computador ou a pasta da escola em busca de provas. “Respeito a Isabella. Não leio seu diário”, diz a mãe, Fernanda.

 

Diante da frustração amorosa do filho, não adianta dizer que há centenas de outros pretendentes. O melhor é fazê-los entender que a perda e o sofrimento são sentimentos com os quais todos devem aprender a conviver. A odontopediatra brasiliense Adriana Barreto começou a notar que sua filha Rafaela, 12 anos, chorava copiosamente todas as vezes que assistia a Meu primeiro amor. No filme, o personagem vivido pelo ator Macaulay Culkin tinha uma namorada de dez anos. Depois, vieram perguntas do tipo: “Mãe, quando você deu seu primeiro beijo na boca?” Rafaela tinha se declarado a um menino da escola. Ficou com ele por seis meses e, depois, foi trocada por outra. “Minha amiga me contou que ele tinha me traído. Fiquei muito triste”, conta ela. Rafaela chorou muito, devorou muito chocolate, engordou e afogou as mágoas escrevendo poesias. Depois passou. “Eu o perdoei porque perdôo fácil”, conta a menina. Dar importância exagerada a algo que pode ser passageiro também faz parte da lista de posturas condenadas. “Quando uma criança que não tem namorado é questionada insistentemente sobre isso, poderá concluir que há algo errado com ela”, afirma a psicóloga Lisete.

Fotos: Max g pinto
A PAIXÃO QUE FAZ BEM Bruno melhorou o seu desempenho nos estudos após conquistar a “bonitona”
da classe

 

Em alguns casos, a paixão inicial do filho traz para os pais a preocupação com um outro tema polêmico: a iniciação sexual precoce. Uma pergunta freqüente é: “Se a minha filha der um beijo, ela depois irá adiante?” Quase sempre não. É preciso distinguir esse primeiro amor na pré-adolescência do que a garotada chama de “ficar”. “É diferente do ficar porque supõe fidelidade ao outro”, adverte a psicóloga Cristiana. Uma gíria comum entre esses meninos e meninas, usada em mensagens na internet, é a BV, as iniciais de Boca Virgem. “Perdi meu BV” quer dizer “dei meu primeiro beijo”. Para eles, isso é uma conquista.

 

Em algumas situações, a paixão de estréia pode fazer muito bem aos pequenos. Ficar com a menina mais bonita da classe é um sinal de status para os meninos. Bruno Scursoni, 12 anos, interessou-se por uma delas. Seus colegas disseram que ele não deveria perder a chance de estar com a bela garota. Ele faz questão de dizer que não é nada sério. “Não sou muito chegado em namorar”, diz ele. Apesar de negar o namoro, só o fato de ele estar ligado à menina fez com que os educadores notassem uma mudança positiva em seu comportamento. “Todos os professores disseram que o comportamento do Bruno melhorou”, afirma a pedagoga paulista Vanessa de Carvalho Salomon. Para conquistar as meninas, é comum os garotos exibirem suas qualidades na escola.

Roberto Castro
ROMANTISMO JUVENIL Rafaela passou a chorar ao ver filmes de amor. Estava muito apaixonada por um amigo de escola

 

Os professores também precisam estar atentos à situação emocional da criança. E, em algumas situações, devem agir. Falante e galanteador, Thomas Anderson Esch, 11 anos, passou por uma grande desilusão. “Sofri por uma menina. Tive dificuldade na escola, principalmente em matemática. Não conseguia prestar atenção nas aulas. Só pensava nela.” A mãe, a professora Anne Anderson, foi chamada para se inteirar da situação. “Ele ficou arrasado. A gente até torceu para ele reconquistá-la, mas, ao mesmo tempo, tudo pareceu ser cedo demais”, conta ela. Thomas diz ter superado a paixão. “Agora sei que posso gostar de outras e não deixar isso atrapalhar a minha vida”, afirma ele. Em seu quarto, um porta-retrato com a foto da menina permanece virado de costas. “Nesta fase, eles sofrem muito com a rejeição”, explica a terapeuta Maria Teresa Maldonado, autora do livro Cá entre nós – na intimidade das famílias. “São os primeiros passos da alfabetização amorosa”, completa ela. Outro caso em que os educadores tiveram que intervir foi o de Jéssica Rezende, 12 anos. A pedagoga Vanessa achou que a menina, aluna de uma escola em que trabalha, poderia se expor demais por estar apaixonada por um menino mais velho. A classe inteira soube do amor de Jéssica pelo rapaz. “Eu mandei um bolo de cartas para ele. Tinha vergonha de chegar perto, ficava nervosa. Hoje somos amigos”, conta a garota. Ela não desistiu de namorá-lo um dia, mas optou por “não ficar mais na cola dele”. Bem orientada – e sem perder a ternura –, resolveu a questão da melhor maneira possível. A lição, sobretudo para os pais, é clara: é preciso sensibilidade para tentar amenizar os eventuais sofrimentos sem criar bloqueios afetivos nos corações puros das crianças. Amar é bom. Ser amado também. Que elas cheguem à maturidade certas disso.

 

Velha Infância - Primeiro Amor

 

http://2.bp.blogspot.com/_0AukCty4MP0/SLNoHJ0sn1I/AAAAAAAADQ4/oy3-iTYGqeA/s400/beijos_apaixonados10.jpg

 

Todos lembram do primeiro amor, dos adultos dizendo que as crianças não são capazes de amar, se apaixonar, mas digo que que sim, as crianças amam, e guardam consigo esse sentimento, nunca revelam; e a lembrança desse amor, às vezes, entra em nosso coração sem bater na porta. O primeiro amor fica no passado, momentos que passamos na vida, sensações que não esquecemos e a

dúvida pelo ausente; mesmo depois de tanto tempo, depois de encontrar um verdadeiro amor com mais firmeza, que veio pra ficar, acabamos nos lembrando de nossos amores que vivemos no passado. Às vezes nos sentimos confusos e temos a ilusão de viver novamente esse amor com mais itensidade. O amor é lindo, né? É um assunto aparentemente inesgotável, desde crianças ouvimos falar dele, nos livros de contos de fadas, nas novelas, nas músicas e nas conversas dos adultos, que adoramos ouvir. Sabemos que, quando crescermos, vamos nos deparar com ele; e então, esse dia chega, o que nos leva ao lado patético da situação; enquanto isso, fazemos planos para nós dois, chegamos a escrever no diário que nos casaríamos, e teríamos vários filhos; de onde surge essa vocação para parideira, não sei; também planejamos http://3.bp.blogspot.com/_pOR1o2B8Vok/SsUg0fAOUFI/AAAAAAAAAe8/wpfASZ1A_nQ/s400/36368.jpgexaustivamente o nosso primeiro beijo, ensaimos frases banais para dizer, escrevemos cartas de amor, temos até a "nossa música". Outras conseqüências nefastas desse amor: estar sempre nas nuvens; e então um belo dia, tal qual bolha de sabão, a paixonite se desfaz no ar; a única coisa que restou foi a lembrança dos dias turbulentos, mas divertidos; e uma pontinha de saudade, esse amor foi lindo, mas teve um fim, era um amor de verdade, um amor de criança, só as crianças são capazes de amar, elas passam anos apaixonadas sem a menor possibilidade de serem correspondidas.

 

Recordam-se do filme o meu primeiro amor?

 

Meu Primeiro Amor ( My Girl DVDrip e RMVB 1991 )- Dublado

.


Sinopse :

Vada Sultenfuss (Anna Chlumsky), uma garota de 11 anos, é obcecada com a morte, pois sua mãe morreu e seu pai, Harry Sultenfuss (Dan Aykroyd), é um agente funerário que não lhe dá a devida atenção. Vada é apaixonada por Jake Bixler (Griffin Dunne), seu professor de inglês, e no verão faz parte de uma classe de poesia só para impressioná-lo. Paralelamente é muito amiga de Thomas J. Sennett (Macaulay Culkin), um garoto que é alérgico a tudo. Quando Harry contrata Shelly DeVoto (Jamie Lee Curtis), uma maquiadora para os funerais, e se apaixona por ela Vada se sente ultrajada e quer fazer qualquer coisa que estiver em seu poder para separá-los.

Informações Técnicas :

Título no Brasil: Meu Primeiro Amor
Título Original: My Girl
País de Origem: EUA
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 102 minutos
Ano de Lançamento: 1991
Site Oficial:
Estúdio/Distrib.:
Direção: Howard Zieff

Elenco :

Dan Aykroyd .... Harry Sultenfuss
Jamie Lee Curtis .... Shelly DeVoto
Macaulay Culkin .... Thomas J. Sennett
Anna Chlumsky .... Vada Sultenfuss
Richard Masur .... Phil Sultenfuss
Griffin Dunne .... Jake Bixler
Ann Nelson .... Gramoo Sultenfuss
Peter Michael Goetz .... Dr. Welty
Jane Hallaren .... Enfermeira Randall
Anthony R. Jones .... Arthur
Tom Villard .... Justin
Ray Buktenica .... Danny DeVoto
George Colangelo .... Ralph DeVoto

 

 

Download do Filme

icone-castor-downloads

Informações do Filme

Título Original: My Girl
Título Traduzido: Meu Primeiro Amor
Gênero: Drama
Duração: 102 minutos
Ano de Lançamento: 1991
Direção: Howard Zieff
Tamanho: 338.04 MB
Resolução: 640 x 256
Formato: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Vídeo Codec: RMVB
Áudio Codec: Mp3
Idioma: Português

Meu Primeiro Amor 2 - Avi

Sinopse: Há um feriado próximo e Vada Sultenfuss (Anna Chlumsky) convence seu pai, que lhe permite viajar para casa de seu tio Phil (Richard Masur) em Los Angeles. O professor de teatro de Vada lhe passa a tarefa de interpretar a vida de alguém que não conheceu, assim deseja pesquisar a vida de sua própria mãe. Nesta viagem de descobrimento tem como companheiro Nick Zsigmond (Austin O'Brien), o filho de Rose Zsigmond (Christine Ebersole), a namorada do seu tio.


Tamanho: 702 Mb

Gênero: Romance
Qualidade: Dvdrip
Áudio: Português
Ano de Lançamento: 1994
Download:

Megaupload

 

 

Outro filme de amor que eu acho que irão gostar...

 

Simplesmente Amor (Love Actually) - dublado


 

TRAILER DO FILME

 

O amor se manifesta de todas as formas, em todos os lugares. Em Simplesmente Amor ele é parte fundamental da vida de 19 personagens que entrelaçam suas histórias com muita emoção, paixão e bom humor. O novo primeiro-ministro inglês se apaixona por uma funcionária do seu staff. Um escritor se refugia no sul da França para curar seu coração e acaba encontrando o amor dentro de um lago. A mulher bem casada suspeita que o marido a está traindo. Já a recém-casada suspeita dos sentimentos do melhor amigo do marido por ele. Um menino deseja chamar a atenção da garota mais inatingível da escola. Um viúvo tenta se relacionar com o enteado que mal conhece. A americana há muito tempo espera uma chance de sair com o colega de trabalho por quem é perdida e silenciosamente apaixonada. O astro do rock, em final de carreira, tenta o retorno ao show business. São vidas e amores que se misturam na romântica Londres, e atingem o seu clímax na noite de Natal.
Título no Brasil: Simplesmente Amor

 

Título Original: Love Actually  País de Origem: Inglaterra / EUA Gênero: Comédia / Romance  Tempo de Duração: 134 minutos  Ano de Lançamento: 2003 Tamanho: 438

Formato: RMVB

Audio: Português

 Sem Legenda


 

baixar filme gratis Simplesmente Amor (Love Actually) - dublado

 

 

download filme gratis Simplesmente Amor (Love Actually) - dublado

 

 


 


 

Legendado:

 

Download:

 

 


FileBase

 

 

Legendas:

 

Download

 

De tudo se destaca o amor e espro que gostem deste poema da minha autoria que podem também ver em

http://dreadinlove.blogspot.com. Um blog dedicado ao meu amor pela minha namorada Liliana (Ricardo e Liliana), a completar quatro anos de amor...

 


 

Na poesia do amor e sentimentos!!!

Só na poesia do amor,
Vivemos os momentos de esplendor,
Na poesia da tua voz,
No amor que entra em nós!!!

Nas tropelias da vida,
Vivo contigo os sentimentos de uma vida que nunca foi perdida,
Sentimos a dor,
nos momentos em que não vimos o nosso amor!!!

Aperto no coração,
São os sintomas de uma grande paixão,
Sentido a sentido,
Do amor mais belo e vivido!!!

Sentimentos de ternura,
Num amor que para sempre dura,
Reclamar com o certo e com o errado,
No amor ninguém será um azarado!!!

A tua beleza é a poesia,
A tua voz a minha linda melodia,
Uma primavera do amor que irá durar todo o dia,
Desde sempre a minha louca fantasia!!!

 

Perdas sem querer,
O desejo de te voltar a ter,
Junto a mim e na tua doce beleza me perder,
Para sempre ao teu lado quero viver!!!

Chegou Deus e deu a razão,
Ao amor e há emoção,
O sagrado sentimento de amar,
Que só a um verdadeiro amor Deus pode dar!!!

Uma flor não descreve a tua beleza,
Um eterno anjo, onde tu és uma deusa,
No céu as estrelas estão a brilhar,
A noite caiu e tu vieste para me encantar!!!

Palavras ditas,
Que nunca foram escritas,
Agora em quatro anos sem nunca me esquecer,
Que o teu amor eterno quero receber!!!

Quatro anos de amor sem fronteiras,
Para o bem e para o mal ultrapassamos todas as barreiras,
A hora está a chegar,
É a festa de mais um ano de amor a comemorar!!!

 


 


 

http://scrap.mixplanet.com.br/imagens/amor/orkut-hi5-amor_%28102%29.gif

 

Para terminar dois CD com musicas romanticas, ao estilo hip hop e ao estilo de baladas romanticas...

 

 

31 Flavors of Love - The Ultimate Valentine's Day Hip-Hop Mix

 

 

 

 

Download:

http://www.megaupload.com/?d=VUBMON6Y

 

 

 

Grandes Baladas Portuguesas (2007)

 

 

 

Artista : Vários
Título :Grandes Baladas Portuguesas
Género : Portuguesa
Tamanho : 99 Mb
Ano : 2007
Capas : Sim
Password : ouralisev3

 

01. Toranja – Laços
02. EZ Special – Sei Que Sabes Que Sim
03. André Sardet – Quando Eu Te Falei De Amor
04. Pedro Abrunhosa & Bandemónio – Eu Não Sei Quem Te Perdeu
05. Susana Félix – Flutuo
06. Pedro Khima – Esfera
07. David Fonseca – Adeus, Não Afastes Os Teus Olhos Dos Meus
08. Donna Maria – Quase Perfeito
09. Sara Tavares – Nha Cretcheu
10. João Afonso – Outra Vida
11. Paulo Gonzo – Sei-te De Cor
12. Clã – O Sopro Do Coração
13. Santos & Pecadores – Miss Solidão
14. Rita Guerra – Secretamente
15. Pólo Norte – Um Caso Raro
16. Mafalda Arnauth – Para Maria
17. Ana Moura – O Que Foi

Link Rapidshare

 

4 anos de amor eterno, um amor que servirá de inspiração a muitos casais, inspirem-se com este post exclusivamente romantico para um momento a dois de amor e paixão...

 

´http://blog.comunidades.net/galeria/morena778494072.gif

publicado por Rickymcdread às 23:48
link do post | comentar | favorito
|
 

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


. Encomendas de postais per...

. A emoção do Euro 2012, re...

. ROCK IN RIO - LISBOA - 20...

. A TUA CARA NÃO ME É ESTRA...

. A morte da cantora Whitne...

. Grande final de "Secret S...

. Novidades "Casa dos Segre...

. A expulsão de Susana da "...

. Novidades da "Casa dos Se...

. Concerto de Britney Spear...

. Janeiro 2016

. Julho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008



Copyright Info / Info Adicional

 x - rap das armas
online