Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Diferenca entre homem e mulher (Zac, Bill, Vanessa, Britney...)

People hoje vou deixar-vos com uma nocao da diferenca de um homem e de uma mulher (feitio, comportamento...)!!!

 

O homem paga 2 euros por um produto de 1 euro que precisa.
A mulher paga 1 euro por um produto de 2 euros que não precisa.

A mulher preocupa-se com o futuro até arranjar um marido.
O homem nunca se preocupa com o futuro até arrumar uma esposa.

O homem de sucesso é aquele que ganha mais dinheiro do que a sua mulher pode gastar.
A mulher de sucesso é aquela que encontra tal homem.

Para ser feliz com um homem, a mulher deve entende-lo muito e amá-lo um pouco.
Para ser feliz com uma mulher, o homem deve ama-la muito e nunca tentar entendê-la.

Homens casados devem esquecer os seus erros, não tem sentido duas pessoas lembrarem-se da mesma coisa.

Os homens acordam tão bonitos quanto quando deitaram.
As mulheres, de alguma forma, deterioram durante a noite.

A mulher casa esperando o marido mudar , mas ele não muda.
O homem casa esperando que a esposa não mude , mas ela muda.

A mulher tem a última palavra em qualquer discussão.
Qualquer coisa que o homem diga depois disso e o início de uma nova discussão.

Em 2 momentos o homem não entende a mulher - antes do casamento e depois do casamento.

 

Imagens sexys de homens e mulheres conhecidos:

 

 

 

 

 

 

 In Touch/Reprodução

 

In Touch/Reprodução

 

 

 

 

 

 

 [efron13.jpg]

 

 













[efron14.jpg]



 

 

Divirtam-se com esta imagem de humor:

 

LOU

 

Homem, mulher,
como viver a diferença?

 

Primeiro com realismo. Há diferenças: não rígidas, claro, e com variantes de acordo com a personalidade de cada um ... mas há diferenças. A pessoa é homem ou mulher em todo o seu ser e não apenas no seu corpo. Aliás, cada uma das nossas células, sem exceção, contém o cromossomo da masculinidade ou da feminilidade. Portanto, é todo o nosso ser que é sexuado.

 

Assim, de maneira geral, a mulher tem uma inteligência, uma percepção das coisas e das situações mais intuitiva que o homem. É também mais imaginativa. Normalmente ele tem mais facilidade de raciocínio e não deixa voar a sua imaginação tão facilmente. Outro exemplo: a afetividade, a sensibilidade da mulher e também a sua imaginação são predominantes, principalmente na forma como abordam o amor. Para ela, o aspecto físico é secundário. Pelo contrário, no homem é o físico que desperta primeiro e depois vem a sensibilidade, de forma menos imediata.

 

Então como viver a diferença?

Sejamos concretos. Primeiro é preciso conhecê-la para melhor nos respeitarmos. Quantas damas não têm consciência que algumas das suas maneiras de vestir podem perturbar os damos! Então, nada de se vestir como um saco de batatas - pelo contrário! - é necessária uma vigilância. A moda não se impõe de uma forma absoluta.

E quantos damos ignoram por completo que as suas gentilezas imprudentes despertam nesta ou naquela moça inúmeras questões ou imaginações: "Acho que ele se interessa por mim. Até veio se sentar ao meu lado..."

 

A DIFERENÇA:

UM DOM DE DEUS

Mais profundamente, esta diferença entre um damo e uma dama é dom de Deus. Fomos feitos para nos encontrarmos, para nos amarmos. Para nos servirmos e nos apoiarmos mutuamente.
Esta diferença necessita ser educada. Cabe-nos desenvolver as nossas qualidades próprias para melhor servirmos os outros. É exigente, mas não conhecemos nós rapazes e moças que, pelo seu comportamento, pelo seu olhar, pelo que são, suscitam o respeito amigo e dão-nos o desejo de ser mais generosos, sem contudo serem moralistas?

 

Diferenças Entre Homem e Mulher

 

 

Existe uma enorme diferença entre o homem e a mulher.  O contínuo reconhecimento e aprendizado destas diferenças ajudam o casal a descobrir novas maneiras de melhorar o relacionamento.  Entender estas diferenças resolve muitas frustrações causadas pelo desconhecimento do sexo oposto.  Os desentendimentos poderão ser evitados. Não somente o homem e a mulher comunicam-se diferentemente, mas eles pensam, sentem, percebem, reagem, respondem, amam, necessitam, e apreciam diferentemente. 
Parece até que eles falam línguas diferentes.

O homem é um ser racional e a mulher um ser emocional. Isto não significa dizer que as mulheres são menos inteligentes do que os homens; apenas que os homens pensam e agem diferente. Está provado que elas são tão inteligentes ou mais que os homens. Da mesma forma, não quer dizer que os homens são seres sem emoções. O homem é um ser emocional tanto quanto a mulher, mas, na maioria das vezes, é a razão quem guia suas atitudes. 
Logo, a mulher é um ser racional tanto quanto o homem, mas na maioria das vezes, permite que as emoções a controlem. Veja alguns exemplos:

O bebê de dois meses chora intensamente por três dias; cólicas terríveis fazem o coitadinho se contorcer de dor. A mãe, desesperada, anda pra lá e pra cá, balançando a criança; ela já tentou de tudo, mas nada parece surtir efeito. O pai dorme o sono dos justos. A mulher não consegue entender como o marido pode dormir desta maneira; chateada, ela diz para si mesma: “ele não me ama, nem liga para o filho; como pode roncar tão profundamente e me deixar sozinha com o menino?” 

Neste caso, a atitude do homem nada tem a ver com amor. Ele simplesmente racionalizou a questão. “Minha mulher está cuidando da criança; ela sabe cuidar muito melhor do que eu; não há nada que eu possa fazer para ajudar; ela já está acordada e eu tenho que levantar cedo; portanto, vou descansar! Qualquer coisa que acontecer, ela vai me chamar”.

Suponha que aconteça diferente. O homem, penalizado, se oferece para ficar com o neném.  Diz ele, “já faz duas noites que você não dorme; querida, nesta noite eu fico com o Juninho”.
A esposa concorda duvidosa, deita remexendo-se na cama.  Sem conciliar o sono, pois não consegue ficar tranqüila com o choro da criança, nem confiar nos cuidados do marido; pensa consigo mesma: “Coitadinho do João, lá sozinho com o bebê, vou lhe fazer companhia”.João, no mesmo instante que a vê, lhe entrega o Juninho aliviado, corre para a cama e dorme como uma criança. Novamente, as atitudes neste caso nada têm a ver com amor ou irresponsabilidade; simplesmente o homem e a mulher são diferentes. 

Uma outra diferença é quanto ao estímulo sexual. O homem é estimulado principalmente pela vista.  Apenas um olhar é suficiente para que tudo comece a acontecer.  Basta ver a esposa trocar de roupa para que os estímulos sexuais o coloquem em estado de alerta. Mesmo que o homem nem esteja pensando em sexo, uma rápida olhada, um pequeno gesto ou um pequeno descuido da mulher ao sentar-se, já basta para excitá-lo. Como a terra nunca se farta de água, o fogo nunca se farta de queimar e a morte que nunca se farta de matar, assim são os olhos de um homem que nunca se fartam de olhar.  Enquanto o olhar é o principal “gatilho” iniciador do processo sexual no homem, a mulher é estimulada por várias maneiras.

Primeiramente, ela é estimulada pelo tato
Ela precisa ser tocada e acariciada para que o processo de excitação sexual se inicie; para ela não basta ver.  O homem deve, então, descobrir as partes erógenas da mulher, que são as áreas do corpo mais sensíveis ao toque e ao prazer.  A nuca, o joelho, as áreas em torno das axilas, as coxas, as orelhas, a ponta dos dedos, o pescoço, o umbigo, o clitóris, os cabelos, os seios, são alguns exemplos destas áreas. 
Os Cânticos de Salomão descrevem com
clareza e poesia estas áreas.

Além do tato, a mulher é estimulada pelo ouvir: uma palavra de carinho faz com que a mulher comece a pensar na possibilidade da relação sexual e aciona o processo de excitamento.  Existem algumas frases que a mulher jamais se cansa de ouvir: “Você está linda! Esta roupa ótima em você! Seu cabelo desse jeito me deixa doidão! Eu te amo!” Ela é movida por elogios.  Pelo ouvir, o processo que a levará à entrega e à relação sexual se inicia.  Do mesmo modo, palavras e frases agressivas devem ser abandonadas no relacionamento a dois. 
“A pior coisa que fiz foi casar com você! Maldita hora em que me casei! Você é igualzinha à sua mãe!“ Frases como estas, agridem e criam barreiras, muitas vezes, intransponíveis.

O olfato é outro sentido que deve ser levado em consideração no estímulo sexual. O discreto perfume do marido excita a mulher e a leva ao desejo. Negativamente, o fartum, ou popularmente conhecido “mau hálito”, o “cecê”, odor mal cheiroso provocado pelas axilas, e o “chulé”, são bloqueadores e inibidores de uma vida sexual plena.

Outro importante fator no estímulo sexual é o meio ambiente.  O homem, na maioria das vezes, não se importa quanto ao lugar ou hora.  Ele quer e pronto.  A mulher, por sua vez, é influenciada pelo meio ambiente: Luz de velas ou abajur, cortinas, flores, música, lençóis macios e limpos, barba feita e banho tomado, camisolas, pijamas e porta fechada são alguns fatores que influenciarão positivamente ou negativamente a mulher.

Como um ser emocional, a mulher é também estimulada pelas emoções. Para ela, não basta apenas receber um beijo interessado no fim do dia ou um elogio mecânico e programado. Ela precisa estar completamente bem emocionalmente para que a relação tenha a sua participação efetiva. As ansiedades provocadas pelos filhos, por um marido alheio e insensível, pela solidão do dia a dia dentro de casa e as pressões financeiras, criam barreiras emocionais terríveis na relação sexual. Depois de anos de opressão psicológica, abuso, silêncio, amargura e tirania, a frigidez pode tornar-se crônica. 

O tempo também é um fator de diferenciamento entre homem e mulher.  Para o homem, a relação se inicia imediatamente.  O tempo é agora!  Para a mulher, a relação que vai acontecer à noite se inicia pela manhã.  A relação sexual da mulher não começa quando ela vai para a cama. Outro fator do tempo é que a mulher demora bem mais para chegar ao clímax sexual do que o homem.  O homem precisa apenas de dois minutos, enquanto ela necessita de vinte a trinta minutos.

Na mulher, a preocupação ainda se manifesta de forma diferente. A mãe quer saber do bem estar dos filhos. Ao telefonar ou questionar ela diz: “Vocês estão bem, almoçaram direito ou comeram sanduíches; estão se cuidando, têm dinheiro?” O pai, por sua vez, não se preocupa se os filhos “estão bem”; sua preocupação é se os filhos estão prontos para a vida. “Vocês pagaram as contas, tiraram boas notas na escola, estão trabalhando ou dormindo o dia inteiro?” Estas, comumente, são as perguntas do pai, muito mais preocupado em fazer dos filhos “homens”, do que saber se eles estão se sentindo felizes. 

Muitas são as diferenças entre homem e mulher; ao mencionar algumas delas, este livro tem como objetivo, abrir um novo rumo na importante arte do diálogo. Problemas podem ser evitados e resolvidos simplesmente conhecendo estas diferenças. Assim, cobranças serão abandonadas pelo entendimento das razões que fazem de cada pessoa agir como age. Na maioria das vezes, elas não são movidas pela desconsideração ou o desejo gratuito de ferir, mas sim pelas diferenças que existem em cada pessoa. O diálogo e compreensão dão início a um amor maduro, que cresce sobre sólidas e saudáveis bases. Como resultado acontece um profundo entendimento, que abrirá as portas para uma entrega sem reservas, experimentando a beleza, alegria e crescente felicidade do sexo sem pecado.

 

Ter relações sexuais
antes do casamento não será uma maneira de nos
conhecermos melhor?

 

Se o Amor físico fosse da ordem da técnica, uma experiência preliminar seria imprescindível. Mas não é nada disso: o sucesso sexual depende em primeiro lugar da qualidade do amor e da relação. É urgente aprender a amar, e não a "fazer amor". Longe de preparar o amor enquanto dom, as relações sexuais antes do casamento podem pelo contrário ser fonte de feridas para um e para o outro.

Com efeito, os carinhos sensuais precipitam a evolução da relação porque criam muito rapidamente uma exigência de vida em comum. É então muito mais difícil pôr em questão a sua escolha e, eventualmente interromper a relação. Acontece também que a vida sexual esconde, no casal, a expressão da ternura e a construção da comunicação: a linguagem dos corpos substitui muito depressa o diálogo em profundidade. Como ainda não há compromisso, pode-se também experimentar um medo de se dar a alguém que não nos acolhe na totalidade ou que não estaria em condições de assumir a vinda de um eventual filho.

Por outro lado, não ter relações sexuais antes do casamento fortifica a castidade. A castidade, que manifesta o sentido profundo que tenho da minha dignidade, é igualmente um respeito pelo outro, na sua diferença e no seu direito a ser ele mesmo; é uma renúncia a toda idéia de poder sobre o outro e a aceitação do seu consentimento necessário. A castidade é também transparência, permitindo ao corpo ser sinal não equívoco, mas puro do amor.

Ela é, enfim, uma reserva para realizar a totalidade do dom: a mulher dada totalmente ao seu marido é casta. O jovem que se reserva para aquela a quem dará tudo, é casto. A virgindade já não é, de fato, um valor muito cotado. No entanto, é o que muitos quereriam possuir no dia em que fazem a descoberta do "grande amor", do "amor da sua vida". A castidade é, verdadeiramente, o entusiasmo de um amor que se quer dar totalmente no respeito profundo do outro.
Por isso, ela é, e permanecerá sempre uma virtude moderna.

 

 

Testemunho

Pauline: Vivíamos juntos há quatro anos, o John e eu, antes de encontrar um colega que nos convidou a uma preparação para casamento na sua paróquia.

John: Ficamos muito admirados por ouvir estes casais que davam tanta importância à oração. Se isso provocava neles um efeito tão grande, só nos restava experimentar também.

Pauline: Claro que não sabíamos como fazer! Uma noite, o John sugeriu que, de mãos dadas rezássemos um Pai Nosso mentalmente. Foi a nossa primeira oração em comum!

John: Mas com o passar do tempo a Pauline sentia que havia qualquer coisa que já não resultava: não podíamos continuar a viver juntos sem termo-nos unido antes diante de Deus e dos homens. Tínhamos a impressão de sermos "passageiros clandestinos"! Tomamos, portanto, a decisão de nos separarmos até o casamento.

Pauline: O John manteve-se no apartamento e eu fui morar com uma amiga. À noite, esperava, ansiosamente o seu telefonema. Por que voltaria ele tão tarde para casa? E se tivesse encontrado alguém?

John: Eu era submetido, em cada um dos nossos encontros, a um verdadeiro interrogatório ao qual reagia cada vez pior.

Pauline: Progressivamente fui-me dando conta que estava sufocada pelo ciúme: incapaz de ser verdadeiramente eu mesma, servia-me do John como de uma muleta que me ajudava a avançar na vida. Pouco a pouco fui ganhando segurança, ajudada pela oração. Uma coisa de que nunca duvidei foi de que o John era mesmo o homem da minha vida, mas desta vez com a ajuda de Deus. O casamento era para mim o começo da vida que eu desejava.

John: Paralelamente, comecei a ver mais claro. Sabia que amava a Pauline, mas não me sentia preparado para casar imediatamente... Sobretudo, reparei que era dependente do amor físico como outros são dependentes da droga. Uma frase ouvida durante a preparação para o casamento tinha-me marcado: "As paixões devem-se converter em desejo e o desejo, por seu turno, converter-se em amor".

Pauline: Esta separação de quatro meses fez-nos evoluir consideravelmente. Casamos na confiança: Deus comprometeu-se conosco!

 

HOMEM X MULHER - diferenças!

 

Apesar da variações individuais entre Homem e Mulher, o cérebro masculino é cerca de 9% maior do que o feminino. No entanto, a conexão entre os hemisférios cerebrais direito e esquerdo, é proporcionalmente mais desenvolvido nas mulheres.
Os neurônios das mulheres parecem formar maior número de conexões (sinapses), essenciais do ponto de vista funcional. Os homens demonstram mais habilidade na realização de tarefas restritas a um único hemisfério cerebral, como interpretar mapas geográficos, encontrar saídas em labirintos, lidar com máquinas, ao passo que as mulheres levam vantagem em atividades que se beneficiam das conexões entre os dois lados do cérebro, tais como: interpretação de emoções alheias, sensibilidade social, fluência verbal. Enquanto as áreas cerebrais controladoras da linguagem masculina estão limitadas ao hemisfério cerebral esquerdo, a mulher utiliza os dois hemisférios ao falar. Graças a essa versatilidade, as meninas começam a falar mais cedo e se saem melhor nas atividades escolares que privilegiam a linguagem. Dentro dessa perspectiva, as mulheres falam bem mais que os homens. “Tadinho” deles gente!!!!! Nós falamos muito mesmo! AHHAHA!

As DIFERENÇAS SEXUAIS...? QUANTAS EXISTEM? Dentre homens e mulheres, variam nas diferentes culturas! O começo da vida sexual tem diferenças entre homens e mulheres também. Algumas pesquisas mostram que, apesar da idade da primeira relação sexual ser próxima em ambos, as mulheres optam por perder a virgindade geralmente com namorados ou noivos, enquanto os homens iniciaram, em sua maioria, sua vida sexual em relações de amizade ou com pessoas recém-conhecidas, isso variando também conforme cultura. Tanto as diferenças sexuais, quanto ao assunto SEXO, sempre varia entre culturas e gêneros. Pois somos todos quase que educados erradamente sexualmente. Temos uma má educação sexual devido a nossa cultura. A primeira relação sexual é considerada um marco na vida reprodutiva de qualquer indivíduo, e que tem ocorrido cada vez mais precocemente ou será erradamente? As duas coisas? Assim como, estamos passando uma modificação cíclica na esfera Sexual atualmente.

CASAMENTO, AMOR, ROMANTISMO E SEXO? O que falar?

Muitas das diferenças entre os SERES surgem quando se trata de SEXO.
Com relação ao casamento, ao ato CASAR-SE. Os homens têm em mente (inconsciente) uma garantia de satisfação sexual a qualquer tempo em primeiro lugar. Já a mulher “imagina” uma declaração ao mundo de que o homem a considera especial pra sempre. Daí, já se pode perceber o romantismo que a mulher se encontra e busca.
Os homens não têm problemas em separar sexo de amor em seu cérebro. Para as mulheres, sexo e amor estão interligados. Assim, para uma mulher sentir DESEJO, ela precisa se sentir amada, adorada, importante. O homem precisa de sexo antes de entrar em contato com seus sentimentos. AHAHAHAHA! Vamos aprender heim!!!! Mas vale sempre ressaltar..... Seres humanos não são receitas de bolo.... existem variações, somos único! AINDA BEM!

Vou apenas citar, até porque em outro momento existirá um texto dedicado só a isso!
Há fases do ciclo da resposta sexual, que na década de 60, dois pesquisadores americanos, Masters e Johnson, chegaram a um padrão de resposta sexual para homens e mulheres. Mais tarde, a psiquiatra H. Kaplan complementou esse Ciclo. Onde na mulher acontece mais lentamente que no homem: 1.Desejo (acontecem respostas mais sensoriais); 2.Excitação (ocorrem modificações físicas, útero se movimenta, há lubrificação, etc); 3.Orgasmo (que varia de mulher para mulher); 4.Resolução (final).
Com isso, já vimos como mulheres reagem diferente dos homens. Como são SERES diferentes: HOMEM X MULHER. Por mais incansável busca e luta por direitos iguais etc.... Compreendo e aceito isso.... Deve-se também ter em mente a certeza de que NÃO seremos IGUAIS. Pois, somos Bio, Fisio, Sócio e Psicologicamente diferentes dos homens! Cada um tem seu mistério, individualidade e vantagens de ser quem é!

“Cada um sabe a dor e a delícia de ser quem é”

 

 

 

publicado por Rickymcdread às 17:39
link do post | comentar | favorito
|
 

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


. Encomendas de postais per...

. A emoção do Euro 2012, re...

. ROCK IN RIO - LISBOA - 20...

. A TUA CARA NÃO ME É ESTRA...

. A morte da cantora Whitne...

. Grande final de "Secret S...

. Novidades "Casa dos Segre...

. A expulsão de Susana da "...

. Novidades da "Casa dos Se...

. Concerto de Britney Spear...

. Janeiro 2016

. Julho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008



Copyright Info / Info Adicional

 x - rap das armas
online