Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009

Estilos dread, beto, Emo, mitra, freak e rasta!!!

Curtir de Hip Hop ou rap é ser dread?

 

Aqui vos deixo hoje esta interrogacao num tipo debate no meu blog!!!

 

O que é um dread?

O que é um beto?

Ser Emo é ser gay?

O que é um mitra?

O que é um freak? Estarao estes em vias de extincao?

O que sao os rastas?

Sao estas as perguntas que vos deixo!!!

 

DREADS: Dão-se com os baldas, a principal maneira de serem identificados é pelo vestuário que consiste em calças largas e descaídas, camisolas com desenhos e letras, gorros no Inverno, e não podemos fazer mais descrições porque os dreads têm uma  grande capacidade de fazer “compilações” de roupa. Por vezes têm pins ou peças de roupa com “ordinarices” inscritas e gostam de escrever nas mesas e paredes. Andam sempre com um MP3 com eles.

Na musica:

Soulja Boy:

 

http://a758.ac-images.myspacecdn.com/images01/1/l_476d76f1f645ba391e308f6b6857400d.jpg  http://wppd-images.web.aol.com/music_gallery/i/s/soulja_boy/01-soulja-boy-130807.jpg

 

Soulja Boy é um dread, canta rap e tem um style pausado de dread!!!

 

Style hip hop (dread):

 

http://www.hiphoproll.com/wp-content/uploads/2007/08/30baggy190.5.jpg http://www.fatbmx.com/uploads3/200703/wk11/rtmonster.jpg

 

http://files.nireblog.com/blogs/underground-boy/files/black-company-kgb-bambino-makas-e-guto.jpg http://img387.imageshack.us/img387/3858/basofe02xg4.jpg

 

BETOS: Geralmente vestem-se com sapatos de vela, roupa de marca e por norma o cabelo com risco ao lado. Podem-se identificar pela sua maneira de vestir e encontram-se sempre todos juntos em qualquer parte da escola. Gostam de festas, de se exibirem e pensam que todos os adoram.

Isto sao betos:

 

http://img373.imageshack.us/img373/9550/82lf.jpg http://nososjovens.com.sapo.pt/images/betos.jpg

 

 

Na musica:


Mickael Carreira:


 http://www.freefotolog.net/fotos/588030937.jpeg http://www.freefotolog.net/fotos/125125999.jpeg

Ate podem curtir de hip hop e rap mas o estilo conta bué!!!

 

Um mitra já é uma mistura de dois estilos, de beto com dread, aqui vos deixo alguns exemplos:

Mitras:

http://mitra.no.sapo.pt/mitras13.jpg

P Diddy é um mitra apesar de ser um reppar:

Vejam bem as fotos e vejam o que é um mitra:

P Diddy da mais po estilo beto apesar de ser um reppar:


 http://img2.timeinc.net/people/i/2007/specials/vmas07/fashion/diddy.jpg

 

 

 

 

  Rivalidades entre Grupos

 

 

            Os jovens de hoje em dia podem não se dar muito bem e terem algumas “divergências”, ou seja, por diversos motivos como opiniões diferentes, outros gostos, ou mesmo por implicância ou inveja, pode haver mesmo “confrontos”. Nesses “confrontos”, discutem, “mandam bocas”, e em casos extremos (quando é entre jovens do mesmo sexo, podendo haver excepções), chegam à violência física.

 

 

            Normalmente como maneira de se vingarem adoptam diversos comportamentos: as pitas têm por hábito escrever mensagens nas portas das casas de banho como «Ele não gosta de ti» ou «És uma parva», ou então espalham boatos pela escola; os dreads são mais violentos, por isso o melhor a fazer é não se meter com eles, para não ter a infeliz sorte de ouvir uma ameaça do género «Não te metas comigo» ou «’Tás lixada/o».

            Basicamente o que acontece com os outros jovens (além dos anteriormente referidos) é não se falarem após o “confronto” ou simplesmente não ligarem e seguirem a vida em frente.

O que sao os Emos:

Emo", como muita gente já sabe e eu terminei aprendendo, é uma abreviatura de "emotional hardcore", ramo romântico do hardcore, praticado nos Estados Unidos desde os anos 80, em especial na cena punk de Washington. A música que apresentam nos shows e a atitude que praticam é uma mistura de batida pesada com letras românticas que lembram o bom e velho estilo sertanejo. Os detratores do emo definem o som como punk com letras sertanejas. Há pelo menos uma banda de sucesso no Brasil, dentro do estilo emo. É a CPM 22, que, apesar de não ser considerada emo, faz um som emocore e lembra as letras derramadas com riffs violentos da gaúcha Fresno e da sul-matogrossense Cueio Limão. Entre as bandas americanas e inglesas, estão o My Chemical Romance e o Good Charlotte, além do Green Day, que não é emo, mas os emos adoram – pelo menos eles copiam o visual do vocalista Billy Joe Armstrong.

Pessoalmente, acho essa música emo totalmente boba e sem graça. O visual parece um revival dos anos 80, só que sem a boa música daquela (para muitos, não para mim) saudosa década. É um som pesado, mas basicamente esquizofrênico. Separe numa vasilha o peso das guitarras e o que você terá é uma canção romântica repleta de chavões líricos, do tipo "não posso perder você", "um dia você vai se lamentar desse amor que foi impossível" – e outras baboseiras que tais. O som punk foi esvaziado do sentido político e, com isso, perdeu qualquer força. Porque o que importa no hardcore, por exemplo, não é a música – absolutamente primária, armada em três acordes –, mas a atitude de confronto com o sistema. Os emos são novos românticos apoiados num som errado. Eles deveriam optar pelas baladas. O embate de registros – versos românticos de um lado e barulho no instrumental de outro – pode criar um curto-circuito interessante, mas musicalmente deixa a desejar. Não é possível ouvir essas músicas fora do universo da turminha emo, nos shows onde eles gritam o amor como se fosse um sonho impossível.

No Brasil, os emos ganharam cara própria e assumiram uma persona pop-punk. Há muita pati e mauricinho se vestindo de emos para parecer o que não são. São os "paraguaios" ou "posers", que formam a grande maioria dos participantes da nova moda. Os que levam a subcultura emo a sério têm sofrido preconceito dos colegas e censura nas escolas de classe média. Eles apanham de punks e de colegas adolescentes que reprovam a conduta flexível, que leva os emos a namorar todo tipo de pessoas, numa conduta francamente pansexual. O problema aqui é que essa conduta podia ser comum entre os jovens adultos, mas parece totalmente monstruosa quando se trata de quase-crianças. Há pais desesperados com os filhos que decidem assumir o kit rebelde emo. Os teens passam a mudar o comportamento, as roupas e o vocabulário (as meninas se chamam de "maridas", só para ter uma idéia do estranhamento), a freqüentar casas noturnas alternativas e a rejeitar a suposta hipocrisia do mundo adulto. Não querem conversa com os pais, apesar de se abrirem entre amigos.

Os emos já começaram a aparecer até nas periferias e cidades-dormitórios. Eles estavam até mesmo lá no show da banda RBD em São Paulo no sábado 3, que provocou tumulto e morte de três pessoas, duas delas adolescentes. Os emos não sabem exatamente o que querem ou o que são. Podem adotar uma banda de novela mexicana ou um grupo pop sem muito critério. Isso porque os emos resultam de uma geração que perdeu muitas das referências do rock. Eles precisariam de uma escolinha de rock para lhes mostrar a diferença entre punk e hardcore, entre heavy metal e new romantic, entre RBD e Nirvana.

O que marca na cultura emo é a descoberta: do amor, do mundo da bebida e do circuito das festas, dos discos e do visual do pop e do rock. Sua espontaneidade é comovente, mas não raro eles se vêem censurados por todo lado. Por isso, lembram os românticos mais descabelados do século XIX e os hippies dos anos 60 do século XX. Como no mundo atual é impossível romper com o establishment, os emos são impotentes para criar um movimento forte, tanto do ponto de vista da rebeldia como no da música. Eles juntam os cacos da história do pop e não sabem o que fazer com eles. O que eles têm de bom (falo dos de verdade, não dos "paraguaios") é o espírito, a atitude que os torna diferentes numa sociedade cada vez mais homogênea e sem graça. É uma pena que os emos não sejam nada mais que jovens inofensivos em busca de amor e compreensão…

Os Emos passam muitas vezes por gays e sao muitas vezes discriminados pela nossa sociedade, mas os Emos nao sao gays mas sim jovens inofensivos em busca de amor, compreensão e muito sentimentais!!!

Uma rapariga Emo talvez nao sejam tao discriminadas como os rapazes Emo!!!

Vejam aqui as diferencas:

http://farm4.static.flickr.com/3234/2605517241_9d170fab22.jpg rapariga Emo

http://i288.photobucket.com/albums/ll167/emokissesemolove/EmoBoy27.jpg rapaz Emo

As semelhancas entre um Emo e o vocalista dos Tokio Hotel, Bill Kaulitz não são muitas por isso há quem o considere Emo:

http://farm3.static.flickr.com/2307/2497788015_be0897e667.jpg?v=0

Os Freaks:

Caracterizam-se pelas roupas coloridas, um estilo que não sei bem identificar por já não existirem muitos ou quase nenhum!!!

Espécie em vias de extinção:

http://thesatisfashion.files.wordpress.com/2008/03/daniel_ueda_ze_gonzales_samelo_juliana_jabour_e_titi_freak.jpg

O que são rastas?

O Dreadlock é uma forma de se manter os cabelos que se tornou mundialmente famosa com o movimento rastafari, consiste em bolos cilíndricos de cabelo que aparentam "cordas" pendendo do topo da cabeça. Os dreadlocks também podem ser chamados de Locks, ou simplesmente Dreads.

Ja viram as rastas também se chamam dreads mas nao confundam os estilos!!!

Há quem ache que os rastas não tomam banho ou que pelo menos não lavam o cabelo para manter as rastas mas se é verdade ou mentira não sei!!!

http://sp1.festanet.com.br/new/dre/ad_/sty/dread_style/5209582.jpg

O Tom irmao gémeo de Bill Kaulitz é rasta, dois irmao gémeos mas de estilos diferentes:

http://files.nireblog.com/blogs1/anaclaudixinha/files/_o0r9087_20071013182443_684_500.jpg

 

 

EU SOU DREAD!!!

POR ISSO AQUI VOS DEIXO UM VIDEO DE UM DREAD, EMINEM:

 

 

 

Curtir de Hip Hop ou rap é ser dread?

 

Aqui vos deixo hoje esta interrogacao num tipo debate no meu blog!!!

 

O que é um dread?

O que é um beto?

Ser Emo é ser gay?

O que é um mitra?

O que é um freak? Estarao estes em vias de extincao?

O que sao os rastas?


Sao estas as perguntas que vos deixo!!!

 

DREADS: Dão-se com os baldas, a principal maneira de serem identificados é pelo vestuário que consiste em calças largas e descaídas, camisolas com desenhos e letras, gorros no Inverno, e não podemos fazer mais descrições porque os dreads têm uma  grande capacidade de fazer “compilações” de roupa. Por vezes têm pins ou peças de roupa com “ordinarices” inscritas e gostam de escrever nas mesas e paredes. Andam sempre com um MP3 com eles.


Na musica:



Soulja Boy:

 

http://a758.ac-images.myspacecdn.com/images01/1/l_476d76f1f645ba391e308f6b6857400d.jpg  http://wppd-images.web.aol.com/music_gallery/i/s/soulja_boy/01-soulja-boy-130807.jpg

 

Soulja Boy é um dread, canta rap e tem um style pausado de dread!!!

 

Style hip hop (dread):

 

http://www.hiphoproll.com/wp-content/uploads/2007/08/30baggy190.5.jpg http://www.fatbmx.com/uploads3/200703/wk11/rtmonster.jpg

 

http://files.nireblog.com/blogs/underground-boy/files/black-company-kgb-bambino-makas-e-guto.jpg http://amadeo.blog.com/repository/69296/736478.jpg

 

BETOS: Geralmente vestem-se com sapatos de vela, roupa de marca e por norma o cabelo com risco ao lado. Podem-se identificar pela sua maneira de vestir e encontram-se sempre todos juntos em qualquer parte da escola. Gostam de festas, de se exibirem e pensam que todos os adoram.


Isto sao betos:

 

http://img373.imageshack.us/img373/9550/82lf.jpg http://nososjovens.com.sapo.pt/images/betos.jpg

 

 

Na musica:


Mickael Carreira:


http://www2.ctt.pt/fewcm/export/pics/miniweb/bilhetes/litle_image/Mickael-Carreira2.jpg http://www.freefotolog.net/fotos/588030937.jpeg

Ate podem curtir de hip hop e rap mas o estilo conta bué!!!

 


Um mitra já é uma mistura de dois estilos, de beto com dread, aqui vos deixo alguns exemplos:


Mitras:


http://mitra.no.sapo.pt/mitras13.jpg


P Diddy é um mitra apesar de ser um reppar:


Vejam bem as fotos e vejam o que é um mitra:


P Diddy da mais po estilo beto apesar de ser um reppar:


 http://img2.timeinc.net/people/i/2007/specials/vmas07/fashion/diddy.jpg

 

 

  Rivalidades entre Grupos

            Os jovens de hoje em dia podem não se dar muito bem e terem algumas “divergências”, ou seja, por diversos motivos como opiniões diferentes, outros gostos, ou mesmo por implicância ou inveja, pode haver mesmo “confrontos”. Nesses “confrontos”, discutem, “mandam bocas”, e em casos extremos (quando é entre jovens do mesmo sexo, podendo haver excepções), chegam à violência física.

            Normalmente como maneira de se vingarem adoptam diversos comportamentos: as pitas têm por hábito escrever mensagens nas portas das casas de banho como «Ele não gosta de ti» ou «És uma parva», ou então espalham boatos pela escola; os dreads são mais violentos, por isso o melhor a fazer é não se meter com eles, para não ter a infeliz sorte de ouvir uma ameaça do género «Não te metas comigo» ou «’Tás lixada/o».

            Basicamente o que acontece com os outros jovens (além dos anteriormente referidos) é não se falarem após o “confronto” ou simplesmente não ligarem e seguirem a vida em frente.


O que sao os Emos:


Emo", como muita gente já sabe e eu terminei aprendendo, é uma abreviatura de "emotional hardcore", ramo romântico do hardcore, praticado nos Estados Unidos desde os anos 80, em especial na cena punk de Washington. A música que apresentam nos shows e a atitude que praticam é uma mistura de batida pesada com letras românticas que lembram o bom e velho estilo sertanejo. Os detratores do emo definem o som como punk com letras sertanejas. Há pelo menos uma banda de sucesso no Brasil, dentro do estilo emo. É a CPM 22, que, apesar de não ser considerada emo, faz um som emocore e lembra as letras derramadas com riffs violentos da gaúcha Fresno e da sul-matogrossense Cueio Limão. Entre as bandas americanas e inglesas, estão o My Chemical Romance e o Good Charlotte, além do Green Day, que não é emo, mas os emos adoram – pelo menos eles copiam o visual do vocalista Billy Joe Armstrong.

Pessoalmente, acho essa música emo totalmente boba e sem graça. O visual parece um revival dos anos 80, só que sem a boa música daquela (para muitos, não para mim) saudosa década. É um som pesado, mas basicamente esquizofrênico. Separe numa vasilha o peso das guitarras e o que você terá é uma canção romântica repleta de chavões líricos, do tipo "não posso perder você", "um dia você vai se lamentar desse amor que foi impossível" – e outras baboseiras que tais. O som punk foi esvaziado do sentido político e, com isso, perdeu qualquer força. Porque o que importa no hardcore, por exemplo, não é a música – absolutamente primária, armada em três acordes –, mas a atitude de confronto com o sistema. Os emos são novos românticos apoiados num som errado. Eles deveriam optar pelas baladas. O embate de registros – versos românticos de um lado e barulho no instrumental de outro – pode criar um curto-circuito interessante, mas musicalmente deixa a desejar. Não é possível ouvir essas músicas fora do universo da turminha emo, nos shows onde eles gritam o amor como se fosse um sonho impossível.

No Brasil, os emos ganharam cara própria e assumiram uma persona pop-punk. Há muita pati e mauricinho se vestindo de emos para parecer o que não são. São os "paraguaios" ou "posers", que formam a grande maioria dos participantes da nova moda. Os que levam a subcultura emo a sério têm sofrido preconceito dos colegas e censura nas escolas de classe média. Eles apanham de punks e de colegas adolescentes que reprovam a conduta flexível, que leva os emos a namorar todo tipo de pessoas, numa conduta francamente pansexual. O problema aqui é que essa conduta podia ser comum entre os jovens adultos, mas parece totalmente monstruosa quando se trata de quase-crianças. Há pais desesperados com os filhos que decidem assumir o kit rebelde emo. Os teens passam a mudar o comportamento, as roupas e o vocabulário (as meninas se chamam de "maridas", só para ter uma idéia do estranhamento), a freqüentar casas noturnas alternativas e a rejeitar a suposta hipocrisia do mundo adulto. Não querem conversa com os pais, apesar de se abrirem entre amigos.

Os emos já começaram a aparecer até nas periferias e cidades-dormitórios. Eles estavam até mesmo lá no show da banda RBD em São Paulo no sábado 3, que provocou tumulto e morte de três pessoas, duas delas adolescentes. Os emos não sabem exatamente o que querem ou o que são. Podem adotar uma banda de novela mexicana ou um grupo pop sem muito critério. Isso porque os emos resultam de uma geração que perdeu muitas das referências do rock. Eles precisariam de uma escolinha de rock para lhes mostrar a diferença entre punk e hardcore, entre heavy metal e new romantic, entre RBD e Nirvana.

O que marca na cultura emo é a descoberta: do amor, do mundo da bebida e do circuito das festas, dos discos e do visual do pop e do rock. Sua espontaneidade é comovente, mas não raro eles se vêem censurados por todo lado. Por isso, lembram os românticos mais descabelados do século XIX e os hippies dos anos 60 do século XX. Como no mundo atual é impossível romper com o establishment, os emos são impotentes para criar um movimento forte, tanto do ponto de vista da rebeldia como no da música. Eles juntam os cacos da história do pop e não sabem o que fazer com eles. O que eles têm de bom (falo dos de verdade, não dos "paraguaios") é o espírito, a atitude que os torna diferentes numa sociedade cada vez mais homogênea e sem graça. É uma pena que os emos não sejam nada mais que jovens inofensivos em busca de amor e compreensão…


Os Emos passam muitas vezes por gays e sao muitas vezes discriminados pela nossa sociedade, mas os Emos nao sao gays mas sim jovens inofensivos em busca de amor, compreensão e muito sentimentais!!!


Uma rapariga Emo talvez nao sejam tao discriminadas como os rapazes Emo!!!


Vejam aqui as diferencas:


http://farm4.static.flickr.com/3234/2605517241_9d170fab22.jpg rapariga Emo



http://i288.photobucket.com/albums/ll167/emokissesemolove/EmoBoy27.jpg rapaz Emo


As semelhancas entre um Emo e o vocalista dos Tokio Hotel, Bill Kaulitz não são muitas por isso há quem o considere Emo:


http://farm3.static.flickr.com/2307/2497788015_be0897e667.jpg?v=0


Os Freaks:


Caracterizam-se pelas roupas coloridas, um estilo que não sei bem identificar por já não existirem muitos ou quase nenhum!!!

Espécie em vias de extinção:

http://thesatisfashion.files.wordpress.com/2008/03/daniel_ueda_ze_gonzales_samelo_juliana_jabour_e_titi_freak.jpg



O que são rastas?


O Dreadlock é uma forma de se manter os cabelos que se tornou mundialmente famosa com o movimento rastafari, consiste em bolos cilíndricos de cabelo que aparentam "cordas" pendendo do topo da cabeça. Os dreadlocks também podem ser chamados de Locks, ou simplesmente Dreads.


Ja viram as rastas também se chamam dreads mas nao confundam os estilos!!!

Há quem ache que os rastas não tomam banho ou que pelo menos não lavam o cabelo para manter as rastas mas se é verdade ou mentira não sei!!!


http://sp1.festanet.com.br/new/dre/ad_/sty/dread_style/5209582.jpg


O Tom irmao gémeo de Bill Kaulitz é rasta, dois irmao gémeos mas de estilos diferentes:


http://files.nireblog.com/blogs1/anaclaudixinha/files/_o0r9087_20071013182443_684_500.jpg

 

 

EU SOU DREAD!!!


POR ISSO AQUI VOS DEIXO UM VIDEO DE UM DREAD, EMINEM:

 

publicado por Rickymcdread às 18:25
link do post | comentar | favorito
|
 

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


. Encomendas de postais per...

. A emoção do Euro 2012, re...

. ROCK IN RIO - LISBOA - 20...

. A TUA CARA NÃO ME É ESTRA...

. A morte da cantora Whitne...

. Grande final de "Secret S...

. Novidades "Casa dos Segre...

. A expulsão de Susana da "...

. Novidades da "Casa dos Se...

. Concerto de Britney Spear...

. Janeiro 2016

. Julho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008



Copyright Info / Info Adicional

 x - rap das armas
online