Sábado, 27 de Junho de 2009

Mais novidades da morte do cantor Michael Jackson!!!

 

People hoje vou deixar-vos um pouco das ultims novidades que marcam os ultimos momentos da morte do cantor Michael Jackson, onde amanhã vos deixarei mais ao promenor as novidades mas poderão ver muito mais no blog da minha namorada em http://lili18.blogs.sapo.pt ou em outro blog meu em http://rickymcdread.skyrock.com. Relativemente à série "Morangos com Açucar" e "Rebelde Way" não se esqueçam de visitar http://morangoserebeldes.blogs.sapo.pt ou downloads em http://episodiosmcadownload.blogspot.com.

 

 

Escândalos marcaram vida de Michael Jackson

 

Rei do pop foi absolvido de acusações de abuso sexual e pedofilia.
Primeiro escândalo envolvendo cantor aconteceu em 1993.

 

 

 
Foto: Reprodução/TV Globo

 

Em 2002, Michael Jackson segura filho recém-nascido para fora de janela de hotel

 

A carreira de sucesso do cantor pop Michael Jackson, que morreu na quinta-feira (25), em Los Angeles, aos 50 anos, foi marcada também por muitos escândalos. Entre as acusações contra o cantor, considerado o rei do pop, estão casos de abuso sexual e pedofilia. Parte da fortuna do astro se dilapidou com o pagamento de advogados, acordos judiciais e salários de empregados do rancho “Neverland”, na Califórnia.

 

 

 

 

 

Confira alguns episódios da vida de Michael Jackson:

 

 

 

 

 
Foto: Acusado de molestar sexualmente um menino, elepagou a fiança estipulada em US$ 3 milhões
 
 
 
 
Foto: Acusado de molestar sexualmente um menino, ele pagou a fiança estipulada em US$ 3 milhões

 

Acusado de abusar sexualmente de um menino, Jackson foi preso em 2003 e solto após pagar fiança 

 

- Em agosto de 1993, o primeiro escândalo sexual envolvendo o nome do cantor se torna público. Um pai acusa Michael Jackson de abusar sexualmente do filho de 13 anos. Depois de um acordo amigável, a família silenciou sobre o caso e as investigações policiais foram arquivadas.

 

 

 

- Em novembro de 2002, após o nascimento do seu terceiro filho, Michael Jackson aparece segurando o recém-nascido, com o rosto coberto, para fora de uma janela em um hotel em Berlim.

 

 

 

- Em fevereiro de 2003, no documentário "Living with Michael Jackson", produzido por um jornalista britânico que passou meses com o cantor, Michael Jackson diz que nunca abusou de crianças, mas conta já ter dividido sua cama com elas.

 

 

 

- Em 2003, depois da exibição do documentário, denúncias de pedofilia levaram Michael Jackson a ser preso e liberado após pagar fiança. O cantor foi indiciado.

 

 

 

- Em 2005, Michael Jackson é julgado e absolvido de todas as acusações. Depois do julgamento o cantor deixou de morar no rancho "Neverland".

 

 

 

- Em abril de 2009, objetos de Michael Jackson seriam leiloados para ajudar o cantor a pagar dívidas que passavam de US$ 24 milhões. Mas o leilão foi cancelado.              

 

                        

 
Foto: Reprodução/TV Globo  

 

Em 2005, Michael chega a julgamento de pijama

 

            

 

Carreira

 

Michael Jackson nasceu em 29 de agosto de 1958 em Gary, Indiana, o sétimo de nove irmãos. Cinco dos irmãos Jackson - Jackie, Tito, Jermaine, Marlon e Michael - apresentaram-se juntos pela primeira vez em um programa de calouros quando Michael tinha 6 anos. Eles levaram o primeiro prêmio.
O grupo mais tarde se tornou The Jackson Five, e, quando assinou contrato com a gravadora Motown Records, no final dos anos 1960, passou por uma metamorfose final, tornando-se The Jackson 5. Pelo mesmo selo, Michael lançou seu primeiro álbum solo em 1972, "Got to be there".

 

 

 

De lá até a 2001, o cantor gravou outros oito álbuns solo, incluindo "Off the wall" (1979), produzido pelo lendário Quincy Jones, e "Thriller" (1982), que ficou 37 semanas consecutivas em primeiro lugar das paradas, com cerca de 60 milhões de cópias vendidas no mundo.

 

 

 

"Thriller" - que ganhou uma reedição comemorativa em 2008 - é uma das principais responsáveis por imortalizar pérolas pop como “Billy Jean” e “Beat it”. Ao todo, sete canções chegaram ao topo das paradas de sucesso nos Estados Unidos. O álbum deu origem ainda a um dos clipes mais cultuados desta era. Dirigido por John Landis, o vídeo da faixa-título mostra o astro pop se transformando em zumbi e traz a risada sinistra de Vincent Price, que assombrou muitos adolescentes no início dos anos 80.

 

 

 

Outros álbuns incluem "Bad" (1987), "Dangerous (1991) e "Invincible" (2001). No total, segundo cifras divulgadas nos Estados Unidos, Michael Jackson vendeu 750 milhões de discos.

 

 

 

Em 1994 Jackson se casou com a filha única de Elvis Presley, Lisa Marie, mas o casamento terminou em divórcio em 1996. No mesmo ano Jackson se casou com Debbie Marie Rowe e eles tiveram dois filhos antes de se separarem em 1999. Eles nunca viveram juntos.

 

 

 

Jackson teve três filhos: Prince Michael I, Paris Michael e Prince Michael II, este último conhecido por um momento público breve em que seu pai o segurou para fora da sacada de um hotel.

 

 

 

Entre as muitas polêmicas e escândalos protagonizadas por Michael Jackson, a mais significativa aconteceu em 2005, quando o cantor foi a julgamento após ser acusado de pedofilia e absolvido.

 

 

 

Sobre sua fisionomia, que mudou significativamente desde que ficou mundialmente conhecido, Michael admitiu ter feito duas cirurgias no nariz e uma para ficar com uma covinha no queixo, segundo a autobiografia "Moonwalk" (1988).

 

 

 

Já sobre a mudança na cor da pele, o cantor atribuiu-a à doença conhecida como vitiligo, que causa despigmentação.

 

 

 

 

 

Leia frases famosas de Michael Jackson

 

'Será o ato final', disse o astro sobre temporada de shows este ano.
Rei do pop sofreu uma parada cardíaca e morreu nesta quinta (25).

 

 

Foto: AFP
 
 
 
Michael Jackson em show na Califírnia, em 2002.

 

“Eu só queria dizer que estas serão minhas últimas apresentações em Londres. Será o ato final.” (sobre a temporada de shows que faria na O2 Arena)

“Acho que o melhor ainda virá, na minha humilde opinião.” (sobre sua carreira)

“Quando o vi dançar, fiquei fascinado. Descobri o que eu queria fazer pelo resto da minha vida.” (sobre James Brown)

“Enquanto algumas pessoas tentam me machucar, eu continuo progredindo, porque tenho uma família carinhosa, uma fé poderosa, amigos maravilhosos e fãs que me dão apoio.”

“Cantarei as canções que meus fãs querem ouvir.” (sobre a temporada de shows que faria na O2 Arena, em Londres)

“Meus irmãos e irmãs têm todo o meio amor e apoio. Nós com certeza dividimos muitas experiências ótimas, mas no momento eu não tenho planos de gravar ou fazer uma turnê com eles.” (desmentindo boatos sobre um possível retorno do Jackson 5)

“Poder dizer que ‘Thriller’ ainda é o álbum mais vendido de todos os tempos é surpreendente. Tenho de agradecer a todos os meus fãs, no mundo todo, por essa façanha.”

“Sinto-me muito jovem aos 50 anos” (na ocasião de seu aniversário, em 2008)

“Eu queria ter um lugar onde eu pudesse criar tudo o que eu nunca tive na minha infância.” (sobre o rancho de Neverland)

 

 

 

Michael Jackson: a maior estrela pop deixou de cantar - vídeo

 
, três filhos, 750 milhões de discos. Michael Jackson morreu ontem às 14h26 (22h26, em Portugal) vítima de paragem cardíaca, confirmou à BBC o médico legista, que adiantou que, por enquanto, apenas há relatórios preliminares: "a autópsia deve ser feita amanhã, só então saberemos exactamente o que aconteceu".

 

O cantor foi ontem encontrado inanimado em casa, em paragem respiratória, e transportado para o hospital de Los Angeles depois de reanimado pelos paramédicos.

 

Conhecido por sucessos musicais como "Thriller" ou "Bad", Jackson passou os últimos anos debilitado por um cancro de pele e perseguido por acusações de pedofilia. Há doze anos que não completava uma tournée, mas tinha prometido aos seus fãs a "derradeira despedida" e vendera já mais de um milhão de bilhetes. O último adeus chegava aos palcos da Europa em Julho, com concertos marcados no Arena O2, em Londres.

 

Ontem, depois das primeiras notícias a darem conta da sua morte, centenas de pessoas juntaram-se à porta do hospital da Universidade da Califórnia.

A carreira O êxito chegou cedo. Tendo-se estreado nos palcos aos cinco anos, ainda era ainda uma criança (13 anos) quando, ao lado dos irmãos, nos Jackson Five - com a editora Motown - pôs quatro temas nos tops internacionais. Ainda na década de 70, lançou-se a solo e rapidamente se tornou numa das mais famosas estrelas pop-rock. Foi o primeiro cantor afro-americano com temas regularmente exibidos na MTV, graças a vídeos como "Beat It", "Billie Jean" e Thriller", que revolucionaram a produção musical. Já na década de 90, êxitos como "Black or White" e "Scream" mantiveram-no na ribalta.

Em 1993 foi acusado de abuso sexual de crianças, mas a investigação acabaria por ser arquivada por falta de provas. Seguiu-se o casamento, os três filhos e as cada vez mais raras aparições em público.

O criador do moonwalk foi um dos poucos artistas a entrarem duas vezes no Rock and Roll Hall of Fame, coleccionou 19 Grammy a solo e seis com os Jackson Five. Teve 41 canções no primeiro número dos tops internacionais, com vendas de 750 milhões de álbuns que fazem de Jackson a maior estrela de sempre. "Thriller", o seu maior sucesso, foi também o álbum mais vendido de sempre (106 milhões de discos).

 

 

 

 

 

 

 

Michael Jackson

Michael Jackson

Michael em 1988
Informação geral
Nome completo Michael Joseph Jackson
Apelido King of Pop (Rei da música Pop)
Data de nascimento 29 de Agosto 1958
Origem Gary, Indiana
País  Estados Unidos
Data de morte 25 de Junho de 2009 (50 anos)
Gêneros Rock
Pop
R&B
Soul
Funk
Hard rock
disco
Jazz
Blues
Gospel
Hip hop
New Jack Swing
Ocupação Cantor, Compositor, produtor
Instrumentos vocal, violão, bateria, piano, guitarra, percussão, baixo e pandeiro.
Período em atividade 1968 – 2009
Gravadoras Motown
Epic
Sony-BMG
Afiliações The Jackson Five
USA for Africa
Influências James Brown, Diana Ross, Sammy Davis Jr., Marvin Gaye, Jackie Wilson, Bee Gees, Stevie Wonder, Ray Charles
Página oficial MichaelJackson.com

 

Michael Joseph Jackson (Gary, 29 de agosto de 1958 - Los Angeles, 25 de Junho de 2009) foi um músico, cantor, compositor, ator, publicitário, escritor, produtor, diretor, dançarino, instrumentista e empresário norte-americano.

 

Começou a cantar e a dançar aos cinco anos de idade, iniciando-se na carreira profissional aos onze anos como vocalista dos Jackson 5; começou logo depois uma carreira solo em 1971, permanecendo como membro do grupo. Apelidado nos anos seguintes de "King of Pop" ("Rei da música Popular"), cinco de seus álbuns de estúdio se tornaram os mais vendidos mundialmente de todos os tempos: Off the Wall (1979), Thriller (1982), Bad (1987), Dangerous (1991) e HIStory: Past, Present and Future – Book I(1995). Lançou-se em carreira solo no início da década de 1970, ainda pela Motown, gravadora responsável pelo sucesso do grupo formado por ele e os irmãos. Em idade adulta, gravou o álbum mais vendido da história, Thriller[1];

 

No início dos anos 1980, tornou-se uma figura dominante na música rock[2] e música popular e o primeiro cantor afro-americano a receber exibição constante na MTV. A popularidade de seus vídeos musicais transmitidos pela MTV, como "Beat It", "Billie Jean" e "Thriller" são creditados como a causa da transformação do vídeo musical em forma de promoção musical e também de ter tornado o então novo canal famoso. Vídeos como "Black or White" e "Scream" mantiveram a alta rotatividade dos vídeos de Jackson durante a década de 1990. Foi o criador de um estilo totalmente novo de dança, utilizando especialmente os pés. Com suas performances no palco e clipes, Jackson popularizou uma série de complexas técnicas de dança, como o robot e o moonwalk. Seu estilo diferente e único de cantar, bem como a sonoridade de suas músicas influenciaram uma série de artistas nos ramos do hip hop, dance e R&B.

 

Jackson doou milhões de dólares durante toda sua carreira à causas beneficentes através da Dangerous World Tour, compactos voltados à caridade e manutenção de 39 centros de caridades. No entanto, outros aspectos da sua vida pessoal, como a mudança de sua aparência, principalmente a da cor de pele devido ao Vitiligo e geraram controvérsia significante a ponto de prejudicar sua imagem pública. Em 1993 foi acusado de abuso de crianças, mas a investigação foi arquivada devido a falta de provas e Jackson não foi a tribunal. Depois, casou-se e foi pai de três filhos, todos os quais geraram controvérsia do público. O cantor teve experiências com crises de saúde desde o início dos anos 90 e sofreu também comentários sobre sua situação financeira. Em 2005, Jackson foi julgado e absolvido das alegações de abuso infantil.

 

Um dos poucos artistas a entrarem duas vezes ao Rock And Roll Hall of Fame, seus outros prêmios incluem uma série de recordes certificados pelo Guinness World Records - um deles para Thriller como o álbum mundialmente mais vendido de todos os tempos - dezenove Grammys em carreira solo e seis Grammys com The Jacksons e 41 canções a chegar ao topo das paradas como cantor solo - e vendas que superam as 750 milhões de unidades mundialmente, sendo que alguns empresários da Sony já registram a incrível marca de mais de 1 bilhão Sua vida, constantemente nos jornais, somada a sua carreira de muito sucesso como rock superstar fez dele parte da história da música rock e cultura popular por mais de quatro décadas Nos últimos anos, foi citado como o homem mais conhecido mundialmente.

 

 

 

 

Biografia

 

 

Origem e infância

 

Michael era o sétimo de nove filhos de Joseph e Katherine Jackson. A família inteira – incluindo os irmãos mais velhos, Rebbie, Jackie, Tito, Jermaine, LaToya e Marlon, e os mais novos, Randy e Janet – viveram juntos em uma pequena casa de dois quartos, e o pai sustentava a casa a duras penas trabalhando em uma usina siderúrgica. Por vontade da mãe, mas contra o desejo do pai, as crianças tornaram-se Testemunhas de Jeová e passaram a praticar a evangelização de porta em porta.

 

De acordo com as regras rígidas do pai, as crianças eram mantidas trancadas em casa enquanto ele trabalhava até tarde da noite. Entretanto, as crianças escapavam freqüentemente para as casas dos vizinhos, onde cantavam e faziam música. Os irmãos mais velhos mexiam na guitarra do pai Joseph sem sua permissão enquanto ele estava no trabalho. Até que um dia Joseph tomou consciência do talento de seus filhos e resolveu ganhar dinheiro com isso, e assim sair de Gary e ir para a Califórnia, para mais tarde serem contratados pela Motown.

 

 

Jacksons 5

 

Na Motown, Michael junto a seus irmãos gravou vários álbuns, o que lhes rendeu fama mundial. Com apenas 13 anos Michael através dos Jackson Five havia colocado quatro músicas no topo das paradas, I Want You Back, ABC, I’ll Be There, The Love You Save. Michael iniciou sua carreira solo quando ainda estava na Motown ele lançou os álbuns, Got To Be There, Ben, Music & Me e Forever, Michael. Todos com pelo menos um hit mundial. A partir de 1973 a popularidade do grupo começou a cair, embora eles tivessem hits razoáveis como, I Am Love e Dancing Machine. Nesse último, durante as apresentações, Jackson simulava um robô dançando. A dança tornou-se bastante popular no mundo todo.

 

Durante sua infância Michael e seus irmãos sofreram constante abuso de seu pai. Que batia freqüentemente nas crianças, e as aterrorizava psicologicamente. Os ensaios eram supervisionados pelo pai com um cinto na mão. Certa vez Michael e seus irmãos foram dormir no quarto de um hotel e deixaram à janela aberta. Joseph escalou a janela com uma máscara no rosto e fez um susto aos irmãos, somente para ensiná-los a não deixar a janela aberta quando fossem dormir. Anos depois, Jackson sofreu pesadelos sobre ser seqüestrado do seu quarto e chora com isso até hoje. Durante sua entrevista a apresentadora Oprah Winfrey, em 1993, Michael disse que durante sua infância chorou várias vezes por solidão e que muitas vezes vomitava só de ver seu pai. No documentário de 2003, “Living with Michael Jackson” o cantor chorou ao relembrar de sua infância.

 

 

The Jacksons

 

Em 1975, os Jackson Five saíram da Motown e assinaram contrato com a Epic em busca de mais liberdade para produzir suas músicas. Como resultado do processo judicial, tiveram que mudar o nome para The Jacksons. Michael foi o principal compositor do grupo, escrevendo hits como, Shake Your Body (Down To The Ground) , This Place Hotel, Can You Feel It?, Durante a sua adolescência Michael sofreu depressão por não aceitar estar crescendo, sua pele também passou por um período de alto grau de acne.

 

Em 1978, Michael co-estrelou The Wiz no papel do espantalho com sua companheira de gravadora, Diana Ross, como Dorothy. As canções do filme foram arranjadas e produzidas por Quincy Jones, que tinha simpatia por Michael. Após assinar o contrato com a Epic em 1978, Michael trabalhou com Quincy em muitos álbuns.

 

 

Era Off the Wall

 

Michael começou a gravar Off the Wall durante a primavera norte-americana de 1979. Com a produção de Quincy Jones, Jackson selecionou dez canções que deram forma ao primeiro álbum solo lançado por ele em idade adulta. Off The Wall causou furor entre o público e a mídia especializada. A mistura de black music e disco do álbum tornou-se referência nos anos que se seguiram. Michael ganhou seu primeiro Grammy com o compacto de "Don't Stop 'Til You Get Enough", uma canção escrita e produzida por ele. Foram dois anos de constante exposição no rádio e na televisão. Foi a primeira vez que um artista colocou quatro músicas de um mesmo álbum entre as dez mais tocadas tanto no Reino Unido quando nos Estados Unidos. Em 1980, Off The Wall já era o álbum de black music mais vendido da história. Os números chegam, atualmente, a 25 milhões de cópias.

 

Apesar de ter vendido com um único álbum solo mais do que os Jacksons haviam conseguido na carreira de 11 anos, Michael resolveu continuar com os irmãos, atendendo a pedidos da mãe.

 

 

Triumph Tour e E.T.

 

Leia também: Thriller; Resenhas do álbum Thriller de Michael Jackson; The Jacksons - Victory Tour.

 

Em 1979 durante um ensaio, Jackson caiu e quebrou o nariz, sendo obrigado a operar o nariz. Sua primeira rinoplastia não foi um completo sucesso, e Jackson reclamou de dificuldades respiratórias que afetavam sua carreira. Ele foi submetido ao Dr. Steven Hoefflin, que realizou a segunda rinoplastia de Jackson e outras subseqüentes operações.

 

Depois de lançar mais um disco com os Jacksons em setembro de 1980 e cumprir uma apertada agenda de divulgação que incluía especiais no rádio e uma seqüência de 39 espetáculos pelos Estados Unidos, Michael tinha pouco tempo para gravar o álbum que sucederia Off The Wall. Ainda assim, aceitou um convite do cineasta Steven Spielberg para narrar a história do filme E.T., O Extraterrestre (1982) em um disco que ainda incluiria a canção inédita "Someone In The Dark".

 

Jackson resolveu trabalhar nos dois projetos simultaneamente, o que gerou desconforto na Sony Music. O disco narrado por Michael seria distribuído pela MCA Records no mesmo mês em que a gravadora tinha agendado o lançamento de Thriller. A Sony Music entrou na Justiça e conseguiu cancelar o projeto. Enquanto isso, Jackson concluiu as gravações de Thriller. O álbum foi finalizado em seis meses e lançado em novembro de 1982, depois de vários adiamentos.

 

 

Era Thriller

 

Thriller é atualmente o álbum mais vendido da história, com mais de 106 milhões de cópias vendidas no mundo[4]. Nos dois anos que se seguiram ao lançamento, o álbum foi a maior sensação da América, influenciando não somente a música, como também a dança, a moda e a televisão. Thriller chegou à primeira posição entre os mais vendidos dos Estados Unidos no dia 21 de fevereiro de 1983 e permaneceu lá por 37 semanas, um recorde. Sete compactos foram lançados e dois conquistaram o primeiro lugar, "Billie Jean" e "Beat It".

 

Thriller foi também um marco na luta contra a discriminação racial na indústria fonográfica. Jackson tornou-se o primeiro artista negro cuja música estava no ar na MTV, com o videoclipe de "Billie Jean", dirigido por Steve Baron. A canção "Beat It", que tinha participação do guitarrista Eddie Van Halen, fez rádios de rock, na época orientadas a um público essencialmente branco, tocarem a canção de um negro; e fez rádios de black music tocarem rock. Um feito inédito até então.

 

 

Motown 25: Yesterday, Today, Forever

 
Michael em 1984, com o Presidente dos Estados Unidos Ronald Reagan e a Primeira-dama Nancy Reagan na Casa Branca.

 

Durante a divulgação de Thriller na noite de 16 de maio de 1983, 3 mil celebridades norte-americanas lotaram um teatro em Los Angeles para assistir a uma apresentação comemorativa dos 25 anos da gravadora Motown. De suas casas, 50 Milhões de norte-americanos acompanharam pela TV a apresentação dos vários artistas negros, até que os Irmãos Jacksons entram e dão um show a parte que encantou a todos, mas eles vão embora, até que Michael Jackson se viu sozinho no palco. Ele começou a cantar "Billie Jean" , sucesso do álbum que havia lançado seis meses antes. De repente, Michael parou de cantar, andou até o canto esquerdo do palco e voltou... deslizando de costas. A cena, que ficou gravada para a posteridade, é impressionante: são 3 mil queixos caídos. Naquela noite, mais do que mostrar pela primeira vez o passo que batizou como "Moonwalk" (algo como "andando na lua"), Michael Jackson foi dormir consagrado como nada menos que o Rei do Pop. "Foi aquele momento que cristalizou o status de celebridade de Michael Jackson", cravou a prestigiada revista americana Rolling Stone. "Moonwalk, no mundo do entretenimento, só é comparável ao andar de vagabundo de Chaplin, à sequência de Gene Kelly em Dançando na Chuva e aos passos de Fred Astaire no filme Núpcias Reais". Pois depois daquela apresentação, tanto Fred Astaire quanto Gene Kelly foram atrás de Jackson para parabenizá-lo. Foi quando o astro estreou o chapéu e jaqueta pretos e a famosa luva de lantejoulas. Em dezembro daquele ano, Michael e o diretor John Landis estabeleceram também novos horizontes para a produção de videoclipes, quando um curta-metragem de 14 minutos foi lançado para promover a canção "Thriller" ao custo de 600 mil dólares, elevado para os padrões da época.

 

Também em tempo para o Natal de 1983, um segundo dueto entre Jackson e Paul McCartney chegou às lojas. "Say Say Say" tornou-se o sexto número um de Jackson na América e o nono do ex-Beatle.

 

 

Acidente e hospitalização

 

Em 27 de Janeiro de 1984, Michael Jackson sofreu um acidente enquanto gravava o segundo comercial para a televisão do contrato de 5 milhões de dólares que havia assinado para ser garoto-propaganda da Pepsi. O cabelo do astro foi incendiado por fogos de artifício. Ele teve queimaduras de segundo grau no couro cabeludo. Michael foi liberado do hospital um dia depois da internação.

 

Em março de 1984, Jackson lançou em VHS o videoclipe de "Thriller" acompanhado por um documentário sobre os bastidores da produção. A fita, intitulada Making Michael Jackson's Thriller, vendeu 14 milhões de unidade e tornou-se a mais vendida de todos os tempos, até ser superada pela do filme Titanic, de James Cameron, em 1997. Em maio seguinte, Thriller entrou para o livro dos recordes e Michael ganhou uma estrela na Calçada da Fama, em Hollywood. Ao final de 1984, Jackson já havia conquistado 94 prêmios por Thriller. Na cerimônia do Grammy Awards daquele ano, o astro estabeleceu um novo recorde conquistando oito prêmios. A marca foi igualada pelo guitarrista mexicano Carlos Santana com o álbum Supernatural, em 2000.

 

Causa da morte de Michael Jackson só será revelada entre quatro e seis semanas

Reuters

 

RIO - Nesta sexta-feira, o chefe do IML de Los Angeles informou que o resultado dos exames toxicológicos e pulmonares realizados no corpo de Michael Jackson ficarão prontos daqui a quatro ou seis semanas. Só então poderá ser declarada a causa da morte. A autópsia, terminada às 17h (horário de Brasília) não detectou traumas externos ou substâncias suspeitas, descartando possibilidade de crime. Perguntado sobre remédios que teriam causado a morte do cantor, Craig Harvey disse que não podia "dar informação sobre o tipo de medicamento usado pelo astro".

publicado por Rickymcdread às 04:57
link do post | comentar | favorito
|
 

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


. Encomendas de postais per...

. A emoção do Euro 2012, re...

. ROCK IN RIO - LISBOA - 20...

. A TUA CARA NÃO ME É ESTRA...

. A morte da cantora Whitne...

. Grande final de "Secret S...

. Novidades "Casa dos Segre...

. A expulsão de Susana da "...

. Novidades da "Casa dos Se...

. Concerto de Britney Spear...

. Janeiro 2016

. Julho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008



Copyright Info / Info Adicional

 x - rap das armas
online